Reunião com organizadores de eventos agropecuários: Discussão sobre a busca de diálogos diante das medidas de padrões sanitários da legislação vigente.

Nosso município tem enraizado em sua cultura a promoção de eventos agropecuários: vaquejadas, bolões, pegas de boi, torneiros leiteiros e a capital pernambucana das cavalgadas.
Na última terça-feira, 29 de março, o prefeito Júnior Vaz, acompanhado do secretário municipal de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, Moshe Dayan, reuniram-se na Câmara Municipal com organizadores de eventos agropecuários, que proporcionam aglomeração de animais, que passarão a ter maior fiscalização da ADAGRO (Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco), de acordo com a legislação estadual e federal. Foi abordado as exigências, tais como o registro do evento via requerimento com pelo menos 30 dias de antecedência, um responsável técnico (veterinário) credenciado no CRMV de Pernambuco, no caso de equídeos a emissão de GTA e bovinos, exame de brucelose e tuberculose, além das exigências de conforto e segurança animal (sombra, água, forma de transporte) e pagamento de taxas.
Os organizadores de eventos solicitaram apoio da administração municipal na busca de diálogo junto a secretaria de Agricultura do Estado e da ADAGRO para flexibilizações das exigências que no atual cenário inviabiliza a realização de tais eventos.
Prontamente o prefeito Júnior Vaz se comprometeu na busca de soluções e flexibilizações junto aos órgãos competentes, visando a importância cultural e econômica que os eventos agropecuários possui em nosso município.
Rolar para o topo Skip to content